Notícias

PRAZO PARA VACINAÇÃO CONTRA RAIVA EM CÃES E GATOS TERMINA NESTE SÁBADO-DIA 13 DE DEZEMBRO.

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, deverão ser vacinados mais de 450 mil cães e gatos no Rio nos dois sábados da campanha (6 e 13 de dezembro). Os endereços dos Centros Municipais de Saúde, das Policlínicas e das Clínicas das Famílias que participam da ação estão disponibilizados no site da Secretaria Municipal de Saúde e na central de atendimento 1746.

Segundo a SMS, quem perder os dois sábados da campanha poderá levar seu animal para receber a vacina na Unidade Municipal de Diagnóstico, Vigilância, Fiscalização Sanitária e Medicina Veterinária Jorge Vaitsman, que fica na Av.Bartolomeu Gusmão, 1120, em São Cristóvão, e no Centro de Vigilância e Fiscalização Sanitária em Zoonoses Paulo Dacorso Filho, localizado no Largo do Bodegão, 150, em Santa Cruz

Cuidados na hora da vacinação
Por medida de segurança, cães deverão estar com coleira e guia e os gatos em sacolas de pano ou em gaiolas apropriadas na hora da vacinação. Animais mais agressivos deverão ainda usar focinheira.

Após receber a vacina, alguns animais podem apresentar comportamento inquieto, febre e sentir dores no local em que recebeu a dose, Estes sintomas podem ocorrer por até 36h após a aplicação.

Doença extinta, mas o alerta é permanente
A raiva está extinta há 25 anos no Rio de Janeiro. Trata-se de uma doença que compromete o sistema nervoso humano, sendo incurável e com índice de letalidade próximo a 100%. Todos os mamíferos podem ser transmissores do vírus da raiva, mas cães, gatos e morcegos são os principais transmissores. A vacina é a única maneira de controlar a doença.

Ao ser mordida por um destes animais, a pessoa deve, imediatamente, lavar o local ferido com água e sabão e procurar com urgência a unidade de saúde mais próxima.

VEJA OS PONTOS DE VACINAÇÃO NA CIDADE DO RIO DE JANEIRO


ÁREA DE PLANEJAMENTO 1.0:


- CMS José Messias - Rua Waldemar Dutra 55, Santo Cristo
- CMS Osvaldo Cruz - Av Henrique Valadares 151, Centro
- CF Sérgio Vieira de Mello - Av. 31 de Março s/nº, Catumbi
- CMS Marcolino Candau - Rua Laura de Araújo, 36 - Cidade Nova
- CMS Ernesto Zeferino Tibau - Av. do Exército, 01 - São Cristóvão
- Unidade Municipal de Medicina Veterinária Jorge Vaitsman - Av. Bartolomeu de Gusmão,1120 - São Cristóvão

 


ÁREA DE PLANEJAMENTO 2.1:


- CMS M. J. Ferreira - Rua do Catete s/nº ao lado da Est. do Metrô Lgo. do Machado
- CMS D. H. Câmara - Rua Voluntários da Pátria com Rua Nelson Mandela
- CF S. Marta - Rua São Clemente, 312 (em frente a CF Santa Marta) - Botafogo
- CMS J. B. Barretos - Av. Atlântica equina com Rua Belfort Roxo - Copacabana
- CMS J. B. Barretos -Travessa Tenreo Aranha s/nº (ao lado da Est. do Metrô S. Campos)
- CMS C. M. Babilônia) -Rua São Francisco, 5 - Leme
- CF R. D. Lamare -Av. Niemayer, 776 - São Conrado (ao lado da Acadêmicos da Rocinha)
- CMS A. Sabin - Estrada da Gávea, 250 - Rocinha
- CMS P. C. Rodrigues - Lagoa Rodrigo de Freitas - Lagoa
- CF R. Perrisé - Av. Presidente João Goulart, 270 - Vidigal
- CMS P. C. Rodrigues - Rua Prudente de Morais esquina com a Rua Teixiera de Melo -Ipanema

 

 

ÁREA DE PLANEJAMENTO 2.2:


- CMS Hélio Pellegrino - Praça Afonso Penna Tijuca
- CMS Nicola Albano - Rua Boa Vista, 190 - Alto da Boa Vista
- CMS Heitor Beltrão - Rua Dezembargador Izidro, 144 - Tijuca
- CMS Carlos Figueiredo Filho (CIEP Dr. Antoine M . Torres Filho) - Rua São Miguel, s/nº -Tijuca
- CMS Maria Augusta Estrela - Rua Visconde de Santa Isabel, 56 - Vila Isabel

 

 

ÁREA DE PLANEJAMENTO 3.1:


- CMS Madre T. Calcutá - Av. Ilha das Enxadas, 100 - Bancários
- CF Assis Valente - Av.das Canarias s/nº -Galeão/Vilajoaniza
- CMS Necker Pinto - Estr.Rio Jequiá, 428 –Zumbi
- CMS João Candido - Av. Lobo Junior, 83 Marcilio Dias P. Circular
- Policlínica José Paranhos Fontenelle - Rua Leopoldina Rego, 700 - Penha
- CF Felipe Cardoso - Av. Nsa. da Penha, 42 -Penha
- CF Joãozinho Trinta -Rua Anamá s/nº Pça. José da Matta, Vigário Geral
- CMS Nagib Farah - Pça.Michel Cheib s/nº -Jardim América
- CMS José Breves - Rua Mar Grande, 10 -Cidade Alta - Cordovil
- CMS Iraci Lopes - Rua Antonio Mendes, 02 - Vigário Geral
- CF Victor Valla - Av. Dom Helder Câmara, 1390-Manguinhos
- CMS Gustavo Capanema - Rua Via1 s/nº, Maré
- CMS Nova Holanda - Rua Ivanildo Alves s/nº - Maré
- CMS Américo Veloso - Rua Gerson Ferreira, 100 - Ramos- CF Zilda Arns - Av. Itararé nº 951, Subsolo - Alemão

 

ÁREA DE PLANEJAMENTO 3.2:


- CF Herbert de Souza - Rua Pastor Martin Luther King, 4776 - Tomás Coelho
- CF Emygdio Alves Costa Filho - Rua de Lazer, 153 (esquina com a R. José dos Reis) - Pilares
- Anna Nery - Rua Ana Nery, s/nº (próximo ao nº 1724 e esquina com a Rua General Belford) – Rocha
- CF Cabo Edney Canazaro de Oliveira - Av. Marechal Rondon s/nº ( em frente ao nº 22557 e esquina com R. Antunes Garcia) – Sampaio
- CF Carioca - R. Bérgamo s/nº - Rocha
- CMS Rodolpho Rocco - Estrada Adhemar Bebiano, 339 – Del Castilho
- CMS Milton Fontes Magarão - Av. Amaro Cavalcante, 1.387 – Engenho de Dentro
- CMS Ariadne Lopes de Menezes - R. Engenheiro Carlos Pena s/nº - Engenho da Rainha
- CF Anthidio Dias da Silveira - Av. D. Helder Câmara, 1.801 – Jacarezinho
- CMS Dr. Carlos Gentille de Mello - Rua Bicuíba, 181 – Lins de Vasconcelos

 

ÁREA DE PLANEJAMENTO 3.3:

 

- CMS Clementino Fraga - Rua Caiçara, 514 - Irajá
- CMS Alice Toledo Tibiriçá - Rua Juriti, s/nº - Irajá
- CF Ana Maria Conceição Santos Correa - Rua Quatro, s/nº, Conjunto Ipase - Irajá
- CMS Carlos Cruz Lima - Estrada do Colégio, 983 - Colégio
- CMS Alberto Borgerth - Rua Padre Manso, s/nº - Madureira
- CMS Mario Olinto de Oliveira - Rua Ferraz, 02 - Cascadura
- CMS Carmela Dutra - Av. dos Italianos, 480 - Rocha Miranda
- CF Dante Romanó Júnior - Rua Carolina Machado, s/nº - Mal. Hermes
- CMS Augusto do Amaral Peixoto -Rua Jorn. Hermano Requião, 447 - Guadalupe
- CMS Flavio do Couto Vieira Rua Lucio Jose Filho, s/nº - Pq. Anchieta
- CF Maria Azevedo Rodrigues Pereira - Pça. Professora Santinha, s/nº - Pq. Anchieta
- CF Josuete Santana de Oliveira - Rua Luiz Coutinho Cavalcante, s/nº - Guadalupe
- CMS Nascimento Gurgel - Rua Mercúrio, s/nº - Pavuna
- CMS Edma Valadão - Avenida Brasil, 18.476 – Iraja
- CMS Fazenda Botafogo - Rua Arnaldo Guinle, s/nº - Fazenda Botafogo
- CF Manoel Fernandes de Araújo - Rua Laudo de Camargo, s/nº - Pavuna

 

ÁREA DE PLANEJAMENTO 4.0:

- CMS CuricicaEstrada do Curicica, 2000 - Curicica
- CF Maury Alves de Pinho - Estrada dos Bandeirantes, 11227 - Vargem Pequena
- CMS Cecilia Donnangelo - Estrada dos Bandeirantes, 21136 - Vargem Grande
- CMS Jorge Saldanha Bandeira de Melo - Av. Geremário Dantas, 135 - Tanque
- CMS Harvey Ribeiro de Souza Filho - Av. Guiomar Novaes, 133 - Recreio
- CF Otto Alves de Carvalho - Av. Engenheiro de Souza Filho, s/nº - Rio das Pedras -Jacarepaguá
- CMS Hamilton Land - Av. Edgard Werneck, 1.601 - Cidade de Deus
- CF Padre José de Azevedo Tiúba - Praça Ludovia, s/ nº - Gardênia Azul
- Policlínica Newton Bethlem - Rua Barão, 259 - Praça Seca
- CMS Itanhangá - Estrada do Itanhangá, 270 - Itanhangá
- IMAS Juliano Moreira - Estrada Rodrigues Caldas, 3400 -Taquara
- CIEP Compositor Donga - Estrada do Boiuna, 1005 - Taquara
- Escola Municipal Carlos Laet - Rua das Camélias, 292 -Vila Valqueire
- Escola Municipal Victor Hugo - Rua Dom Casmurro s/nº - Anil.
- Parcão Freguesia - Rua Geminiano Gois, 602 - Freguesia

 


ÁREA DE PLANEJAMENTO 5.1:

- CMS Alexander Fleming - Rua Marmiari s/nº- Senador Camará
- Policlínica Manoel Guilherme da Silveira Filho - Av.Ribeiro Dantas, 571 - Bangu
- CMS Waldir Franco - Praça Cecilia Pedro, 60 - Bangu
- CMS Dr. H. Monat - Rua I nº 07, Estr. Quafá - Vila Kennedy
- CMS Padre Miguel - Rua Santo Evaldo s/nº -Padre Miguel
- CF Rosino Baccarini - Estrada Gal Afonso de Carvalho, 85 - Padre Miguel
- CF Olímpia Esteves - Rua Olimpia Esteves, s/nº - Padre Miguel
- CF Kelly Cristina de Sá Lacerda Silva - Av. Carlos Sampaio Correa s/nº - Sen. Camará
- CMS Masao Goto - Av. Carlos Pontes s/nº - Sulacap
- CF Antonio Gonçalves da Silva - Estrada do Engenho Novo s/nº- Realengo
- CF Armando Palhares Aguinaga - Rua Santa Cruz s/nº - Realengo
- CF Padre John Cribbin - Rua Frederico Faulhaber s/nº - Realengo

 


ÁREA DE PLANEJAMENTO 5.2:


- CMS Belizário Penna Rua Franklim, 29 - Campo Grande
- Policlínica Carlos Alberto Nascimento - Pça Major Vieira de Melo s/nº, Campo Grande
- CMS Dr. Garfield de Almeida - Rua Gal. Paulo de Oliveira, 226 - Rio da Prata/ Campo Grande
- CMS Dr. Oswaldo Villela - Rua Jomar Mendes, s/nº - Campo Grande (Pedregoso)
- CMS Pedro Nava - Rua Noe Gualberto, s/nº - Santíssimo
- CF Sônia Maria Ferreira Machado - Estrada da Posse, s/nº - Santíssimo
- CMS Prof. Manoel de Abreu - Rua Noé Gualberto, s/nº - Santíssimo
- CMS Mário Vitor de Assis Pacheco - Av. Cesário de Melo, 5580 - Campo Grande
- CMS Adão Pereira Nunes - Rua Floresta, s/nº - Inhoaíba
- CF Rogério Rocco - Rua do Encanamento, s/nº - Inhoaíba
- CMS Dr. Mário Rodrigues Cid -Est. do Campinho s/nº - Jd.Santa Margarida/ Campo Grande
- CMS Prof. Edgard Magalhães Gomes - Pça Filomena s/nº - Inhoaíba
- CMS Vila do Céu - Rua Guarujá, 69 - Cosmos
- CMS Dr. Woodrow Pimentel Pantoja - Est. do Magarça, 4.435 - Guaratiba
- CMS Raul Barroso - Est. Barra de Guaratiba, s/nº - Guaratiba
- CF Hans Jürgen Fernando Dohmann - Estrada do Piaí, s/nº - Pedra de Garatiba (Brisa)
- CMS Dr. Maia Bittencourt - Est. do Mato Alto, 5.609 - Campo Grande
- CMS Alvimar de Carvalho - Rua Soldado Eliseu Hipólito, s/nº - Pedra de Guaratiba

 

ÁREA DE PLANEJAMENTO 5.3:


- CMS Cesário de Melo - Rua Dois s/nº, Santa Cruz
- CMS Maria Aparecida de Almeida - Praça Antonio Mattos Areias s/nº, Paciência
- CMS Enf. Floripes Galdino Pereira - Rua Sargento Geraldo Berti s/nº, Santa Cruz
- CF José A. Ciraudo - Av Areia branca, 1428, Santa Cruz
- CMS Adelino Simões - Av. Sete s/nº, Sepetiba
- CF Valéria Gomes - Rua Vitoria Régia,Qd. 4, Sepetiba
- CMS Décio do Amaral Filho - Rua Cilon Cunha Brum s/nº, Paciência
- CMS Cattapreta - Rua Engenheiro José Boanerges César s/nº, Santa Cruz
- CF Helande de Mello Gonçalves - Estrada de Paciência s/nº, Paciência
- Policlínica Lincoln de Freitas Filho - Rua Álvaro Alberto, 601, Santa Cruz
- Centro de Vigilância e Fiscalização Sanitária em Zoonoses Paulo Dacorso Filho- Largo do Bodegão, 150 – Santa Cruz

 

 

 

VISITEM RITÁPOLIS MINAS GERAIS - CAMINHO DA ESTRADA REAL

 

Em terras ritapolitanas nasceu e foi batizado Joaquim José da Silva Xavier, o Tiradentes. A Fazenda do Pombal, pertencente aos pais de Tiradentes, se encontra hoje no município de Ritápolis, mas na época de seu nascimento era alvo de disputas entre as vilas de São João del-Rei e São José do Rio das Mortes. A cidade faz parte da rota da Estrada Real , Circuito Trilha dos Inconfidentes.

Ritápolis é rica em cursos d’água com belos ribeirões e cachoeiras, fator que condicionou as origens pelas atividades agrícolas e pecuárias. Além disto apresenta fazendas do século XVIII e XIX, dentre elas a Fazenda do Pombal onde nasceu Tiradentes que é considerada patrimônio histórico nacional. E que  hoje em dia  pode ser visitada por todos. A fazenda possui resquícios da antiguidade, com muros ainda feito na época dos escravos, senzala e bastante vestígio que nos remete a tempos remotos.

Cultura e sociedade

Dispersa em seu núcleo urbano, a cidade caracteriza-se por três bairros separados envoltos em um grande espaço vazio verde. Constitui-se do centro como origem, do Espigão se estendendo até Goiabas a oeste, sendo mais populoso e da Várzea ao sul, caracterizando como acesso principal à cidade.

Mas  geograficamente, entramos na cidade pela Várzea, que nos dá acesso ao Espigão e ao chamado arraial, que é onde fica localizada a Igreja de Santa Rita de Cássia (matriz). No centro encontramos o conjunto arquitetônico bastante expressivo, incluindo a matriz, a igreja do Rosário, a prefeitura da cidade, a Casa Grande, o cine-teatro, a sede musical e vários exemplares residenciais. Vista como uma cidade, o que chama mais atenção é a baixa densidade demográfica e a cara quase rural e bucólica, onde na paisagem urbana o verde predomina.

Além da beleza natural que inclui rios, cachoeiras, montanhas e reservas florestais, Ritápolis possui as ruínas da fazenda do Pombal.

Possui ainda o balneário do Jaburu, o hotel fazenda Cachoeira e uma forte vocação festiva, religiosa, culinária e artesanal.

CONEÇA NOSSA CIDADE...

 

Estamos ficando sem o combustível nuclear que viabiliza as viagens espaciais

 

O módulo da Rosetta durou apenas 60 horas em um cometa antes de parar nas sombras de um pico, onde os painéis solares não conseguem gerar energia para o veículo. Por que ele não tem uma fonte de energia mais confiável, como uma bateria nuclear como a que serviu por décadas, sem falhas, a Voyager? É uma pergunta simples com uma resposta fascinante, uma que começa na Guerra Fria e termina com o futuro da exploração espacial.

Quando se fala em viagens espaciais, o plutônio-238 é o combustível perfeito: dura bastante e, como explicarei a seguir, é relativamente seguro. Sem ele, não temos muitas chances de ir além de Marte, já que depois disso fica muito escuro para confiar em painéis solares, a fonte de energia alternativa mais comum no espaço. Mas o mundo está ficando rapidamente sem plutônio-238. Motivo? Porque nós paramos de fabricar armas nucleares.

O plutônio-238, veja você, é um subproduto da fabricação do plutônio-239, mais conhecido como ingrediente principal das armas nucleares. Durante a Guerra Fria que deu início à corrida espacial, isso era um fato bastante conveniente. O Sítio Savannah River, na Carolina do Sul, fabricava plutônio-239 para as bombas e também plutônio-238 para satélites e sondas espaciais. Depois que Savannah River foi desativado nos anos 1980 (apenas para virar um desastre ambiental), a NASA começou a comprar plutônio-238 da Rússia.

Desde então, a NASA mandou pedaços de plutônio-238 nas duas naves Voyager, na Curiosity em Marte e em diversas outras sondas que exploram os cantos mais sombrios do sistema solar.

O plutônio-238 também calhou de ser o combustível ideal para naves. Embora altamente radioativo, o tipo de radiação que ele emite não penetra facilmente em outros materiais, o que o torna seguro. Envolto em metal irídio, os pedaços de plutônio-238 brilham em vermelho fogo dando-lhe bastante calor. Desde que esses pedaços não se quebrem, a radiação não é problema. Esses pedaços são colocados em geradores termoelétricos radioisótopos (RTG, na sigla em inglês), que transforma o calor em eletricidade. Ele pode durar anos, até décadas no caso da Voyager que, agora, explora o espaço interestelar.

Plutônio-238© Foto: DOE Plutônio-238

De volta à Terra, porém, nosso estoque de plutônio-238 está acabando. De acordo com um artigo recente na Nature, a NASA tem apenas 35 kg de plutônio-238 – em uma reserva antiga, e menos da metade utilizável como combustível. A próxima missão a Marte será lançada em 2020 e usará 4,98 kg dele. A Rússia não vende mais plutônio-238, possivelmente porque acabou ou está acabando.

O isótopo não ocorre naturalmente. Ninguém mais no planeta tem plutônio-238.

Sala de controle© Foto: ORNL Sala de controle

Existe um plano. Em 2013, a NASA começou a pagar ao Departamento de Energia dos EUA US$ 50 milhões por ano para desenvolver um programa para a fabricar plutônio-238 novamente. Com as fábricas que produziam e lidavam com o lixo tóxico desativadas há muito tempo, não será algo fácil. Nem rápido. Mesmo que tudo corra dentro do esperado, o Departamento de Energia estará produzindo 1,1 kg de plutônio-238 em 2021.

O plano de produção, para o momento, envolve a ativação de pelo menos três laboratórios espalhados pelos Estados Unidos:

Laboratório Nacional de Idaho: o material precursor, neptúnio-237, é extraído do combustível de reatores nucleares.

Los Alamos no Novo México: o plutônio é prensado em pedaços e estocado.

Após duas viagens que quase cruzam o país, enfim temos plutônio-238 pronto para ser usado. (Para detalhes mais técnicos sobre a produção do plutônio-238 e um mapa estiloso,vá até a Nature.) Também está nos planos transformar o laboratório de Idaho em uma segunda unidade para irradiar neptúnio-237, mas o processo para fazer isso ainda está sendo planejado.

vsahussexchkn5nlyzjg© Fornecido por Gizmodo vsahussexchkn5nlyzjg

Um corte seccional (esquerda) e uma foto do Reator de Isótopos de Alto Fluxo usado para fazer plutônio-238 no Laboratório Nacional de Oak Ridge. Crédito: ORNL.

Na realidade, boa parte da metade final do plano ainda será anunciada. Um porta-voz do Departamento de Energia confirma que os cientistas de Oak Ridge só agora começaram a testar os processos químicos para extrair plutônio-238 e neptúnio-237 depois do processo de irradiação. E então há o tedioso, porém necessário trabalho de levar o processo de produção a escalas maiores. Espera-se que ele esteja totalmente funcional daqui a sete anos.

Com o estoque atual da NASA e o plano de produção do Departamento de Energia, os EUA têm plutônio suficiente para bancar duas missões em uma década nos próximos vinte anos. Certamente é melhor do que nada, mas esse cenário coloca em perspectiva como o combustível nuclear é realmente um fator limitante na exploração espacial.

À luz disso tudo, faz sentido que a missão Rosetta não tenha sido uma boa candidata ao RTG. Da forma mais pragmática, a Agência Espacial Europeia teria que comprar plutônio-238 dos EUA ou da Rússia, e parece que nenhum dos dois se animaria muito em compartilhar um recurso tão precioso. Sem falar que, nesse caso, painéis solares eram uma alternativa viável, diferente de... digamos, a futura missão New Horizons da NASA para Plutão, onde é muito escuro para confiar na energia do Sol.

A Guerra Fria deu início à exploração espacial e os combustíveis daquela época ainda fazem voar as nossas naves modernas. Laços históricos não são facilmente desfeitos, mas perto dos estragos que a Guerra Fria causou e do horrível desastre ambiental que foi a produção de combustíveis nucleares, pelo menos tivemos a oportunidade de transcender a pequenez do planeta Terra e ter um vislumbre da imensidão do espaço.

 

 

CONFUSÃO E MUITA FILA NA VENDA DOS INGRESSOS PARA O JOGO DA FESTA DO CRUZEIRO

 

Começou nesta quinta-feira, com confusão e muita fila na sede do Cruzeiro no Barro Preto e na bilheteria do Mineirão, a venda de ingressos para o público em geral para o “jogo da taça”, contra o Fluminense. A partida acontece neste domingo, às 17h, no Mineirão e será marcada pela entrega do troféu de Campeão Brasileiro ao Cruzeiro, que conquistou antecipadamente o título. 

No Mineirão, muita reclamação quanto a ação de cambistas que, segundo alguns torcedores, teriam feito um arrastão no momento de abertura das bilheterias e furado a fila, que era grande. Seguranças particulares presentes ao local confimaram o arrastão. Policiais militares foram chamados, e a venda prosseguiu sob protesto dos presentes.

Na sede do Barro Preto, a fila de torcedores celestes em busca de ingressos para o jogo chegou a dar a volta no quarteirão. De acordo com a Polícia Militar, no Mineirão houve princípio de tumulto, mas como os baderneiros não foram identificados, ninguém foi retirado da fila.

Segundo o último levantamento feito pelo clube, mais de 37 mil ingressos já haviam sido vendidos. Dentre eles os 17 mil de sócios fixo, que já têm entrada garantida nos jogos do Cruzeiro, e os outros 20 mil comercializados pela internet. Vários setores já estão esgotados(confira abaixo).

Na quinta e sexta-feira as entradas poderão ser adquiridas na sede do clube no Barro Preto, e na bilheteria sul do Mineirão, das 10h às 18h. Na sexta e no sábado as vendas acontecem no mesmo horário mesmo locais, mas começam a ser vendidas também na bilheteria norte do estádio. No domingo, o torcedor poderá adquirir entradas apenas no Mineirão. A bilheteria sul destinada aos cruzeirenses e a norte aos visitantes.

Confira os preços dos ingressos restantes para cada setor:

Preço dos ingressos para os Sócios Cruzeiro Sempre com desconto:

Amarelo Inferior: R$ 40 ESGOTADO
Laranja Inferior: R$ 40 ESGOTADO
Amarelo Superior: R$ 64 ESGOTADO
Laranja Superior: 64 
Vermelho Superior: R$ 80 
Roxo Superior: R$ 96 
Vermelho Inferior: R$ 104

BILHETERIA

A venda de ingressos na bilheteria terá início na manhã desta quinta-feira (4). Estudantes, menores de 12 anos e maiores de 60 pagam meia-entrada. Confira os pontos de venda:

Pontos de venda


Quinta-feira (04/12)
Ginásio do Barro Preto: 10h às 18h
Bilheteria Sul do Mineirão: 10h às 18h

Sexta-feira (05/12)
Ginásio do Barro Preto: 10h às 18h
Bilheteria Sul do Mineirão: 10h às 18h

Sábado (06/12)
Ginásio do Barro Preto: 10h às 18h
Bilheteria Sul do Mineirão: 10h às 18h
Bilheteria Norte do Mineirão: 10h às 18h

Domingo (07/12)
Bilheteria Sul do Mineirão: 10h até 10 minutos do 2º tempo
Bilheteria Norte do Mineirão: 10h até 10 minutos do 2º tempo (torcida adversária)

Preços dos ingressos


Superior Oeste – Setor Roxo (Portão B): R$ 120
Inferior Oeste – Setor Roxo (Portão B): R$ 170 (Minas Arena)
Superior Oeste – Setor Roxo (Portão A): R$ 120 (visitante) – setores 302 e 303

Superior Sul – Setor Amarelo (Portão C): R$ 80 ESGOTADO por sócios
Inferior Sul – Setor Amarelo (Portão C): R$ 50 ESGOTADO por sócios

Superior Leste – Setor Vermelho (Portões D e E): R$ 100 
Inferior Leste – Setor Vermelho (Portões D e E): R$ 130
Inferior Leste – Setor Vermelho (Portões D e E): R$ 150 (Minas Arena)

Inferior Norte – Setor Laranja (Portão F): ESGOTADO por sócios
Superior Norte – Setor Laranja (Portão F): R$ 80 (venda com desconto pela internet)

Cadeiras Premium
Disponíveis pela Minas Arena pelo site www.mineiraopremium.com.br e pelo telefone 31-3499-4405

Cadeira Especial Oeste: R$ 170
Cadeira Especial Leste: R$ 150
Cadeira Vip: R$ 180
Cadeira Vip Superior: R$ 200

MORRE ROBERTO BOLAÑOS, O FAMOSO CRIADOR DO CHAVES e CHAPOLIN

O corpo de Roberto Bolaños, criador dos seriados "Chaves" e "Chapolin", chegou por volta das 17h (horário de Brasília) deste domingo (30) ao estádio Azteca, na Cidade do México, para um velório aberto a seus fãs. Milhares participam do adeus ao humorista –muitos dos presentes usam fantasias.

Promovida pela emissora Televisa, a homenagem se chama "Chespirito: Obrigado para sempre", em referência ao apelido pelo qual Bolaños era conhecido. Ele morreu nesta sexta-feira (28) aos 85 anos em sua casa, na cidade de Cancún.

Ainda no sábado (29), a própria Televisa havia feito uma cerimônia privada em sua sede, também na capital do país. Mais cedo, amigos e familiares haviam se despedido do comediante na residência em que ele morava.

Bolaños se refugiou no banlenário os últimos anos para diminuir os efeitos de uma insuficiência respiratória e de outras doenças.

O ator estava aposentado havia dez anos, mas isso não impediu que se adaptasse aos meios de comunicação mais modernos e se tornou um grande fã das redes sociais, tornando-se o mexicano com mais seguidores no Twitter – mais de 6,6 milhões.

Após sua morte, a TV mexicana emitiu mensagens de luto com um "Obrigado para sempre, Chespirito (seu apelido no México)", como despedida a um comediante que engrandeceu sua história com os personagens da vila do Chaves e as aventuras do heroico Chapolin Colorado.

O menino pobre do barril, que usava boné com tapa orelhas, foi lembrado por muitas personalidades mexicanas, desde o presidente do país, Enrique Peña Nieto, até seus companheiros de viagem na vila, Édgar Vivar (Senhor Barriga), María Antonieta de las Nieves (Chiquinha) e Rubén Aguirre (Professor Girafales).

"Roberto, não se vá, você permanece em meu coração e nos corações de todos aqueles a quem você levou alegria. Adeus ''Chavinho', até sempre", disse Vivar.

Aguirre, por sua vez, disse estar 'estarrecido' pela morte de quem qualificou como o melhor escritor de comédia da televisão mexicana, enquanto María Antonieta agradeceu Bolaños "por ter feito tanta gente feliz e pelos maravilhosos momentos que compartilhamos no grupo".

Polêmica em velório
Neste domingo (30), Carlos Villagrán, intérprete de Quico em "Chaves", negou ter sido barrado na homenagem a Roberto Bolaños, criador do seriado, feita neste sábado (29) na sede da emissora Televisa.

"Queridos amigos, me fizeram várias perguntas sobre uma publicação falsa que circula pela internet, dizendo que Florinda não permitiu meu acesso ao evento privado em honra de Roberto Gómez Bolanõs", escreveu Villagrán neste domingo (30) em seu perfil no Facebook.

No próprio sábado, o jornal "La Opinión" havia informado que Florinda Meza, viúva de Bolaños e intéprete de Dona Florinda em "Chaves",queria restringir o acesso de Villagrán nas homenagens póstumas ao seu marido. 

"Quero compartilhar minha posição a respeito: definitivamente, isso não é verdade. Confesso que também duvidei. Representantes da Televisa me procuraram desde o momento em que a morte de Chespirito foi noticiada", descreve o ator na mensagem. Ele publicou em seu perfil duas fotos em que aparece ao lado de Florinda. Numa delas, estão se abraçando.

"Com Florinda, senti apenas a necessidade de lhe dar um abraço, para dividir nosso sentimento por um grande ser, que certa vez uniu a todos num grande grupo de companheiros e amigos. E nossa única intenção foi levar risadas e alegrias a muitos lares", continou Villagrán.

"Sobre esta nota, tratando de desviar a atenção das pessoas para emoções negativas, perguntei diretamente a [emissora] Televisa se isso era verdade. E eles me responderam que era uma nota mentirosa."

Segundo o jornal "La Nación", Florinda queria evitar desencontros ou polêmicas desnecessárias com Carlos Villagrán. De acordo com o periódico, ela desejava restrição "ao homem que durante décadas desqualificou o falecido".

No dia anterior, Villágran havia lamentado a morte de Bolaños em uma rede social. "Hoje, como raramente acontece, fiquei longe do telefone por umas 4 horas e, quando voltei, havia 71 chamadas perdidas, para me dar a triste notícia da partida de Don Roberto Gómez Bolaños. Sinto muito a morte de um grande homem, amigo, gênio", escreveu Villagrán em seu perfil no Facebook.

Carlos Villagrán foi o primeiro ator a deixar "Chaves", ainda na década de 1970. Ele foi autorizado pelo próprio Bolaños a usar a imagem de Quico em um espetáculo solo, mas o processou mesmo assim, alegando ser o criador do personagem.

Após perder a ação, Villagrán disse que havia saído do programa por "ciúmes e inveja" entre os ex-colegas. Outra versão é que Villagrán e Bolaños brigaram porque Florinda Meza teve um relacionamento com Villagrán antes de se casar com o criador de "Chaves".

Assim, o clima entre os atores já não era bom quando o intérprete de Quico participou de seu último episódio, considerado um dos grandes clássicos da série, em que os personagens fazem uma viagem para Acapulco.

 

Fonte: G1

Primeira página 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 Última página