Notícias

3º FESTIVAL CULTURAL DO PENEDO-SEGUNDO DIA - SÁBADO- 2014

4º FESTIVAL CULTURAL DE PENEDO 2015

Equipe Epacoline estará cobrindo esse grande Evento Cultural.

Dilma viaja à Rússia nesta semana para encontro de cúpula do Brics

Da esquerda para a direita: Vladimir Putin (Rússia),
Narendra Modi (Índia), Dilma (Brasil), Xi Jinping
(China) e Jacob Zuma (África do Sul)
(Foto: Roberto Stuckert Filho/PR)

Filipe MatosoDo G1, em Brasília

A presidente Dilma Rousseff embarcará nesta semana para Ufá, na Rússia, onde participará na próxima quinta-feira (9) da VII Cúpula do Brics, grupo formado pelos países emergentes Brasil, Rússia, Índia, China e Africa do Sul.

Esta será a segunda viagem internacional da presidente nos últimos 15 dias. Na semana passada, ela cumpriu ao longo de quatro diassérie de compromissos em três cidades dos Estados Unidos (Nova York, Washington e São Francisco) e se reuniu com investidores e o presidente Barack Obama.

último encontro entre os presidentes do Brics ocorreu em novembro do ano passado em Brisbane, na Austrália, em meio à reunião do G20, grupo formado pelas 20 principais economias do mundo.

A mais recente cúpula do Brics, entretanto, ocorreu em julho do ano passado, logo após o encerramento da Copa do Mundo, e foi dividida em duas etapas. Na ocasião, os presidentes dos cinco países se reuniram em Fortaleza (CE), onde formalizaram a criação do Banco do Brics, voltado para investimentos em infraestrutura, e, em Brasília.

Conforme a previsão de agenda divulgada pelo Ministério das Relações Exteriores, os presidentes do Brics jantarão juntos na quarta-feira (8). Segundo o Itamaraty, na quinta (9), eles participarão da cerimônia de encerramento do encontro do Conselho Empresarial do Brics, terão reunião de trabalho e discursarão na sessão plenária.

Ainda de acordo com o ministério, em meio à cúpula em Ufá, o grupo se reunirá com os países da Organização para Cooperação de Xangai, grupo que reúne, entre outros países, Rússia e China.

3º Festival Cultural do Penedo-MG - PRIMEIRO DIA - 2014

3º Festival Cultural do Penedo-MG - PRIMEIRO DIA - 2014

 

 

Nova barca da CCR está se tornando um elefante branco- JORNAL O DIA.

Considerada um negócio da China, embarcação é gigante, demorada e corre o risco de ficar mais cara

DANIEL PEREIRA

Rio

 -

A Barca Pão de Açúcar completou um mês de operação no último sábado. Mas, em vez de festa e bons números para comemorar, a sensação é de que a gigante que vive parada na estação da Praça Araribóia está se transformando em um elefante branco. O sonho do governador Luiz Fernando Pezão era de que a travessia Rio-Niterói fosse realizada em 15 minutos. Porém, a promessa deu lugar a um pesadelo real que chega a 25 minutos.

Em um mês foram feitas 287 viagens (cerca de 14 por dia), com 174.723 passageiros. Isso dá, em média, 600 pessoas por viagem. Ou seja, se considerarmos as duas mil pessoas que ela pode transportar, a embarcação está funcionando com apenas 30% da sua capacidade.


A gigantesca barca Pão de Açúcar, comprada para melhorar a travessia Rio-Niterói, além de não caber no estaleiro, gasta mais tempo no trajeto que os catamarãs
Foto:  Alexandre Vieira / Arquivo Agência O Dia

Os problemas não param por aí. Segundo especialistas, o custo operacional da Pão de Açúcar chega a ser 50% maior que o dos catamarãs sociais (modelo para mil passageiros). Além de mais lenta e cara, ela é grande demais para entrar no estaleiro, que vai precisar de obras para acomodá-la. Como tudo que vai mal pode piorar, outras seis embarcações iguais foram encomendadas, num ‘negócio da China’ de R$ 300 milhões, pagos com dinheiro público.

Moradores de Niterói e usuários do serviço, os deputados Flavio Serafini (Psol) e Comte Bittencourt (PPS) buscam explicações. Desde que O DIA publicou que a concessionária levou prejuízo de R$ 110 milhões nos últimos anos, os dois procuraram a Agetransp e a Secretaria Estadual de Transporte.

Fontes informaram que o preço da tarifa básica indicado pela empresa seria de R$ 7,70 e passaria dos R$ 10, caso fossem feitos novos investimentos. O secretário de Transportes, Carlos Osorio, chegou a dizer que não sabia da negociação. “O presidente da Agetransp disse que a CCR pediu revisão de tarifa, sim”, afirmou Comte. Já Serafini garantiu que fontes ligadas a Osorio confirmaram os R$ 7,70.

O governador Pezão já comprou outras seis barcas semelhantes, sem resolver os problemas da primeira
Foto:  Bruno de Lima / Arquivo Agência O Dia

Especialista diz que problema não é a velocidade e, sim, a atracação

A CCR Barcas afirma que o tempo de travessia da Pão de Açúcar é de 16 minutos. Mas não é o que acontece na prática. Especialista em mobilidade urbana, Fernando Mac Dowell explica que a questão não é a velocidade, mas o tempo de embarque e desembarque.

“São apenas cinco quilômetros de trajeto, mas tem o tempo de atracação. A barca não vai com velocidade estável o tempo todo. Tem ainda o limite de velocidade imposto pela Capitania dos Portos. Então, não adianta comprar uma embarcação mais veloz se o tempo para ela atracar é maior”, explicou, lembrando que indicou a compra de um modelo em que o embarque e desembar acontecia em apenas 1,25 minuto.

Outro especialista no assunto, o professor da Uerj, Alexandre Rojas, ressalta que primeiro o Governo Estadual comprou o carro para depois ver se ele cabia na garagem. “São duas mil pessoas entrando e saindo. Isso tinha que ter sido planejado, não adianta nada fazer o percurso rápido e depois gastar um tempão para atracar.

Em Nova Iorque, por exemplo, a entrada e saída de pessoas se dá em dois andares. Isso que dizer, numa conta simples, que eles levam a metade do tempo. Tem que descobrir quem fez este projeto aí. Nem pode dizer que foi o estagiário, porque qualquer estagiário faria melhor. Ninguém viu as limitações e características da barca e da Baía?”, indagou.

 

Número de passageiros caiu 14%

De acordo com a Agetransp, a demanda de passageiros nas barcas caiu 14,75% nos dois primeiros meses de 2015, na comparação com igual período de 2014. No total, foram 4,8 milhões de pessoas transportadas no ano passado, contra 4,1 milhões neste ano. Porém, a CCR Barcas informou em nota que “a demanda da travessia Rio-Niterói encontra-se estável no momento”.

A secretaria Estadual de Transportes afirmou que o tempo de viagem caiu 7 minutos em comparação com o catamarã social, saindo de 22 minutos para 15. O deputado Comte Bittencourt contesta. “Eles deixaram de informar o tempo de saída para contar o tempo de embarque. Aí é claro que vai diminuir. Eu sou usuário e levo mais de 20 minutos”, garante, lembrando que usou poucas vezes o novo equipamento que “está sempre parado em Niterói.” O colega de Alerj, Flávio Serafini feito o trajeto em 25 minutos.

Os dois parlamentares disseram que vão acionar o Ministério Público caso a CCR, a Agetransp e a Secretaria Municipal de Transportes não apresentem explicações sobre o custo da operação e detalhes do projeto das novas embarcações.

Sobre o tempo de viagem, o especialista em Mobilidade Urbana, Alexandre Rojas, diz que é possível fazer uma média, mas que existem variáveis como as condições do mar, o tráfego de outras embarcações e a quantidade de pessoas. “Diante do cenário, a média deve superar os 25 minutos”, concluiu.

Transtornos também na linha férrea

Os problemas nos transportes públicos do Rio também afetaram a malha ferroviária nesta segunda-feira. Na SuperVia, atraso nas circulação das composições do ramal Santa Cruz, provocou o caos nas estações. Um trem que seguia para a Central parou e alguns passageiros disseram ter andado pelos trilhos para chegar às plataformas.

Revoltados com a interrupção do serviço e a falta de informações, passageiros pularam as roletas e tentaram quebrar os equipamentos. A PM foi acionada para conter o tumulto e, depois de algum tempo, os passageiros receberam de volta o valor pago pelo bilhete. De acordo com a SuperVia, houve um problema na rede aérea.

Em Santa Teresa, moradores receberama notícia de que a entrega dos bondes foi adiada pela quinta vez. As obras serão refeitas, já que paralelepípedos mal colocados impedem a passagem dos freios dos veículos.

Primeira página 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 Última página